instagramyoutubefacebookg

Nossas Redes Sociais twitter

instagramyoutubefacebookg

Nossas Redes Sociais twitter

Palavra do Fundador

"A caridade é paciente, a caridade é bondosa. Não tem inveja. A caridade não é orgulhosa. Não é arrogante. Nem escandalosa. Não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda rancor. Não se alegra com a injustiça, mas se rejubila com a verdade. Tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. A caridade jamais acabará. As profecias desaparecerão, o dom das línguas cessará, o dom da ciência findará." (I Coríntios 13, 4-8)

 

Queridos irmãos e irmãs, esse mês de julho é de grande importância para nós do Carisma do Amor Incondicional para alivio do Sofrimento pessoal e do outro, completamos 11 (onze) anos de fundação, tivemos a renovação das promessas de nossos consagrados, a ereção de mais um baluarte para nos auxiliar na descoberta da vontade de Deus para nossas vidas (Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagra Face), estamos em pleno período de revisão de nossas vidas, dos nossos estatutos e regras, da nossa missão, ou seja, da nossa maneira de ser Passio Domini por meio do primeiro Capítulo Geral de nossa Comunidade e uma das palavras motivadoras para esse período é esta de I Coríntios 13, 4-8. Somos uma Igreja com dons Hierárquicos e carismáticos e essas duas dimensões tem uma mesma origem, o Espírito Santo, com suas especificidades se complementam e devem colaborar entre si pois o objetivo de ambas é um só e o mesmo: a construção definitiva do Reino de Deus, um Reino de Amor, a Caridade. Precisamos mergulhar profundamente no mistério desse Amor paciente, caridoso, bondoso, humilde, desinteressado, pacífico, verdadeiro. Penso que esse Amor deve ser a meta da vida de todos os cristãos, independentemente de ser ou não chamado a um carisma especifico, um consagrado, todo batizado deve viver a mística e a dinâmica do Amor que sendo perfeito, ao ser vivido dissipa toda a imperfeição. O Amor conduz a santidade. Sejamos abertos a essa graça e que nesse tempo mariano aprendamos com a Virgem Maria mãe do Amor a sermos dóceis e maleáveis nas mãos do Amor que é o seu filho e nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Abraço Fraterno

Diácono Luiz