Comunidade de Vida – A beleza de ser o coração

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+

“Temos duas maneiras de vivenciarmos o cotidiano da Comunidade, a Comunidade de Vida e ou a Comunidade de Aliança. Na Comunidade de Vida os membros deixam suas atribuições seculares: casa, familiares, emprego, bens e livremente se dedicam inteiramente a Evangelização por meio da manifestação do Carisma vivendo da providência que os alcança pelas pessoas ou pelos pequenos ofícios desenvolvidos pelos membros. Na Comunidade de Aliança os membros, inseridos no mundo (casa, família, trabalho, sociedade) possuem a missão de serem fermento na massa, expressando por seu testemunho a manifestação do Amor incondicional.
Regra de Vida CCPD IV§26

Escrever sobre a forma de vida que escolhi, a maneira que o Senhor fez para eu chegar até o céu é uma alegria, “vocação acertada, vida feliz”. Li isso uma vez e se tornou uma realidade para minha vida.
Aos 24 anos de idade eu dei o passo para a vivência na realidade de ser comunidade de vida, dentro da Comunidade Católica Passio Domini, e que passo, que escolha, que decisão. Sim, isso mesmo, decisão, pois o chamado de Deus requer uma ação, uma atitude de nossa parte, com muito medo eu dei o meu sim, com o mesmo medo, há cinco anos, tenho continuado a dar esse sim a Deus; não parando nos fracassos, nas misérias que existem em mim mas, ao contrário, em cada queda superando meus limites, aceitando outros, apreendendo que o Grande Artista é quem desenha a próxima página do lindo livro da minha vida.

Ser Comunidade de vida, ser Passio Domini desta maneira é descobrir um trampolim de oportunidades para levar o Evangelho a toda criatura, de tantas maneiras criativas e comuns, extraordinárias ou no ordinário da vida, mas levar o rosto do Amor Incondicional, essa é a minha missão.
É responder aos anseios da humanidade com toda a intensidade, na entrega total a vontade de Deus, na liberdade da escolha. O meu pequeno sim vem ao encontro dos anseios da nossa alma que encontra satisfação não no ter, no conquistar, e sim na missão, em ser o carisma, em transbordá-lo, gerando satisfação na vocação, é isso que faz a vida valer a pena.

A Comunidade de Vida é uma vocação, não é uma fuga do mundo, mas um encontro com Deus, que nos leva a viver no mundo sem ser dele, com o anseio de que o mundo conheça a razão de tudo que é Jesus. É ter uma família especial, que Deus escolhe, onde as pessoas das mais diversas culturas se reúnem em torno de um Carisma para corresponder a inquietação do Deus que tem sede de corações, é ser um só coração que bombeia força, alimento, vida para todo o corpo comunitário. Assim, cada um fazendo seu papel e juntos alcançaremos o mundo com a Boa Nova do Evangelho.

Bruna Teixeira
Consagrada CCPD

More to explorer

Partilha de bens

Deus criou o mundo e tudo mais que existe nele, para que não falte nada aquele que foi criado a Sua imagem

“Preparai o caminho”

“Que dizes de tu mesmo? Ele respondeu: Eu sou a voz que clama no deserto: Endireitai o caminho do Senhor, como o